Artigos

QUAIS SÃO AS LEMBRANÇAS? (atitude)

Ontem pela manhã meu filho foi passou por uma cirurgia. Algo simples, mas, como ele é apenas uma criança de dois anos teve que receber uma anestesia geral. E essa era a maior preocupação.
Ele foi levado pela enfermeira, eu a sua mãe ficamos na sala de espera aguardando noticias. Cada minuto parecia ser uma hora, o tempo demorava passar. Não conseguia pensar em mais nada além daquele menino que me ensinou tanto em tão pouco tempo e ainda teria muito que me ensinar. Só ficava eu lembrando o seu sorriso, de sua alegria, de seu abraço apertado cada vez que eu chagava de viajem, dele dizendo ao telefone: Pai vem logo. E por um instante não lembrava mais das coisas que ele quebrou em casa, do nosso carro que ele riscou com uma pedra, e outras coisas mais.
Ali estávamos as lembranças de meu filho e eu.
Foi quando me lembrei de um capitulo do livro de Stephen Covey "Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes" e me perguntei: quais são as lembranças que as pessoas têm de mim?
Neste livro o autor nos levar a criar um momento muito marcante em nossa mente. O nosso próprio funeral. Ele nos convida a deitar relaxadamente fechar nossos olhos e ir imaginando um dia normal de sua vida, um dia comum como qualquer outro fazendo suas atividades corriqueiras. Mas, ao voltar para sua casa, mais precisamente ao chegar a sua rua percebe você uma movimentação diferente. Há ali muitos carros estacionados, pessoas na calçada em frente a sua casa.
Por um momento você para; e percebe que as pessoas que ali estão são pessoas conhecidas, colegas do trabalho, amigos, parentes, até mesmo parentes distantes que á muito tempo você não via. Então você fica ao mesmo tempo curioso e preocupado com tudo aquilo. Você desse de seu carro e se aproxima de sua casa e percebe algo ainda mais curioso, as pessoas não conseguem ver, sentir e nem ao menos ouvir você. Tentar se comunicar para descobrir o que está acontecendo é impossível. O semblante das pessoas é de muita tristeza. Você entra na casa e há um caixão na sala, ao aproximar-se para descobrir quem é que está sendo velado ali, um susto, é você que está dentro deste caixão. Você está em seu próprio funeral. Desespero é o sentimento que te domina.
O líder religioso de sua igreja começa a cerimonia de despedida. São belas as palavras ditas por ele. Três pessoas são convidadas há dizerem algumas palavras sobre você, mas essas pessoas falarão somente a verdade sobre você, não irão falar belas palavras que todos estão esperando, falarão a verdade sobre o que conhecem e lembram de você. A primeira pessoa é alguém de sua família (filhos, filhas, avós, tios, irmãos, pais), o segundo é um de seus amigos, o mais próximo de você, aquele que conhece todos os seus segredos, e o terceiro é um colega de trabalho (colega, chefe, funcionário).
Agora pense profundamente. O que dirão essas pessoas sobre você lembre, elas irão falar a verdade sobre quem elas conheciam em você, seus segredos, suas atitudes, seus medos, que tipo de lembranças tem de você. O que diriam elas? Qual o tipo de marido, esposa, pai ou mãe gostaria que fosse dito sobre você? Que tipo de filho, filha, neto, sobrinho ou primo? Que tipo de amizade? Que tipo de caráter, temperamento e estilo de vida fossem relacionados a você? Quais as vitorias você gostaria que fosse lembradas? Quais são as lembranças essas pessoas têm de você?
Se você conseguiu imaginar esta cena e ouvir as respostas, mas não as que gostaria, fique feliz, ainda á tempo de mudar isso. Basta você mudar suas atitudes e seus comportamentos.
Infelizmente passamos pela vida sem pensar neste momento. Na verdade digo que o que realmente importa não é o que esses pessoas irão lembrar de você e sim o que estão a lembrar de você hoje, neste momento.
Muita gente acha que sucesso em uma área da vida pode compensar o fracasso em outro. Será que pode mesmo? Talvez por pouco tempo. Sucesso na vida profissional pode compensar um casamento fracassado, uma saúde frágil ou um caráter arruinado? O verdadeiro sucesso parte de um equilíbrio e todas as áreas da vida
Que tipo de lembranças você está deixando hoje para aquelas pessoas que estão em sua volta e convivem diariamente bem próximas a você?
Se as atitudes que você está tendo não esta dando as respostas que você gostaria de ouvir, muito simples, tenha atitudes diferentes. Comece a relacionar de forma diferente com essas pessoas, seja mais amistoso. Se você ainda não tem uma grande vitória para ser lembrada, não adie mais um dia de batalha lute corra atrás se dedique, esforça-te. Se você é um pai ou esposo ausente separe tempo de qualidade com sua família.  Não esqueça de cuidar de sua espiritualidade e acima de tudo, perdoe; pois feliz aquele que sabe pedir perdão, mas, a verdadeira felicidade está naquele que sabe perdoar.
Pense nisto, desejo a você tudo de bom e muito mais.

Faça agora mesmo o seu cadastro
e receba um brinde em seu e-mail.

© 2016 Jeremias Oberherr - Todos os direitos reservados.

Logo DMWEB Desenvolvendo Soluções Exclusivas para o seu Negócio